segunda-feira, 9 de julho de 2012

DELICIA DE PROFISSÃO EDIÇÃO 01 - REPORTAGEM SOBRE A PROFISSÃO DE CHOCOLATEIRO

O chocolateiro pertence a atividade CNAE 1093-7/01, referente a  FABRICAÇÃO DE PRODUTOS DERIVADOS DO CACAU E DE CHOCOLATES.

É uma das atividades no MEI que mais exige qualificação, um bom chocolateiro às vezes deve estudar 05 anos.

Hoje tal profissão também exige diversos detalhes, talvez seja a atividade que mais chega a realidade de uma grande indústria, por exemplo, o espaço de trabalho do chocolateiro é bem diferente, enquanto muitas atividades do MEI podem ser feitas e realizadas a céu aberto ou em casa mesmo sem necessidade de grandes mudanças ou layout's no ambiente de atendimento, o chocolateiro tem que ter um espaço demarcado, inicialmente este espaço poderá ser de 30m2, sendo que, com o aumento da produção, esse área deverá aumentar gradativamente. Está área deverá ser dividida entre a área de produção e de atendimento.

É tão dificil e industrializado o seu trabalho que o ambiente de trabalho também terá que se preocupar com questões como temperatura, o local de trabalho deve ser fresco, de preferência em regiões de clima temperado constante. Em regiões mais quentes fica praticamente impossível trabalhar sem climatizar as áreas de produção e estocagem de produtos (com ar condicionado). A umidade relativa também deve ser sempre baixa.

Outro aspecto elementar é que o chocolateiro deve ser um profissional capitalizado ou ter bom acesso ao crédito ou bom histórico crediticio, pois é uma das atividades que mais exige presença de maquinário, uma indústria simples exige pelo menos:

 - Eletrodomésticos em geral (freezer, fogões, batedeiras, processadores, liquidificadores, etc.);
- Talheres (garfos, colheres, facas de corte, travessas, bandejas, etc.);
- Máquinas de ralar chocolate;
- Balanças eletrônicas;
- Derreteiras, estufas e formas, etc.

Apesar dessas "chatices" é uma experiência única ser chocolateiro, veja uma matéria sobre a profissão extraída do Portal Brasileiro UOL:

0 comentários:

Dí lo que piensas...