terça-feira, 17 de dezembro de 2013

ESPECIAL: 100 EMPREENDEDORES INDIVIDUAIS DE 2013


99. ALINE REIHNEIMER: MARCA - LANCHES DA ALINE.

SEDE: BARREIRAS/BA 






“Gente, olha o lanche” já virou o jargão da gaúcha Aline Reinheimer, que atravessa ruas e avenidas de Barreiras, oeste da Bahia, oferecendo hambúrguer, salada de fruta, tapioca, enroladinho, entre outros produtos. Formalizada como Microempreendedora Individual (MEI) há dois anos, ela vem lucrando com os lanches e busca novos mercados. Já está nos planos da jovem de 24 anos ter uma lanchonete. E clientela fiel não falta. 

Aline conta com o apoio do marido, Vlademir Nicola, que faz os lanches. Vlademir capricha no sabor e na variedade e Aline esbanja simpatia, item fundamental para as vendas. Agora, ela se prepara para fazer a Declaração Anual de Faturamento para microempreendedores individuais. “Já fui ao Sebrae na Bahia e estou reunindo os documentos necessários para fazer a declaração”, revela. 

Para os microempreendedores individuais que foram registrados até dezembro de 2012, a declaração pode ser enviada até o dia 31 de maio. Para fazer a declaração é necessário apresentar um relatório de receita bruta ou a relação das compras e despesas registradas até dezembro de 2012. Se o empreendedor tiver emitido notas fiscais, basta levar o canhoto ou a segunda via dos documentos. Na Bahia já são mais de 190 mil microeempreendedores individuais cadastrados. 

A formalização permite a Aline uma segurança em relação a alguns benefícios. “É mais confortável saber que posso contar com o salário-maternidade. Também posso emitir nota fiscal. Para mim, tem sido muito vantajoso. Sem falar na importância e respeito de receber o título de Microempreendedora Individual", conta. 

O coordenador da Unidade Regional do Sebrae em Barreiras, Emerson Cardoso, lembra que, como MEI, o profissional tem a cidadania reconhecida com a cobertura previdenciária. "É promovida a inclusão social e, com a diminuição da informalidade, melhora o ambiente de negócios na cidade e região". “Essa estabilidade é resultado de um trabalho que a gente faz com prazer. Temos procurado as parcerias certas para isso”, afirma Aline.

0 comentários:

Dí lo que piensas...