terça-feira, 24 de março de 2015

POSSÍVEL CARNÊ CIDADANIA FALSO GERA ALVOROÇO ENTRE MICROEMPREENDEDORES INDIVIDUAIS

Posts feitos em uma rede social e reproduzido milhares de vezes sobre uma possível fraude no Carnê da Cidadania 2015 gerou confusão entre os microempresários do país inteiro. Os novos modelos do carnê, entregues pelos Correios, são verdadeiros, informou nesta segunda-feira (23) a Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SMPE), por meio de nota. O boato sobre a autenticidade do carnê começou em razão das dúvidas dos empreendedores individuais e várias perguntas feitas em fóruns e grupos postados nestas mesmas redes sociais, afirma a SMPE.
O MEI [microempreendedor individual] utilizou o portal para se inscrever, mas não tem o hábito de utilizar a internet também para imprimir os boletos todos os meses, por isso, resolvemos voltar ao velho e bom carnê"
Ministro Guilherme Afif Domingos, em nota divulgada pela Secretaria da Micro e Pequena Empresa
A pasta informou que o carnê começou a ser enviado pelos Correios em janeiro deste ano, ao todo foram distribuídos cerca de 4,7 milhões de carnês.
Segundo a secretaria, a medida visa "facilitar o acesso as guias de pagamento das contribuições". Fato este que vem sendo feito desde 2013, a única coisa que se modifica é o layout dos carnês.
A postagem nas redes sociais afirmava que o carnê entregue nas residências dos cadastrados como microempresários individuais se trata de uma fraude e o que o dinheiro pago pelos contribuintes iria para "golpistas". O falso alerta foi compartilhado por mais de 450 mil pessoas nas páginas da rede social até ontem
A SMPE alerta que os microempresários que preferirem podem continuar baixando e imprimindo as parcelas do carnê pelo Portal do Empreendedor, esse processo não modifica a validade dos documentos/guais a serem quitadas.
Post publicado em rede social em que autor diz que carnê faz parte de golpe; na verdade, documento entregue pelos Correios é verdadeiro, diz Secretaria da Micro e Pequena Empresa (Foto: Facebook/Reprodução)Post publicado em rede social em que autor diz que carnê faz parte de golpe; na verdade, documento entregue pelos Correios é verdadeiro, diz Secretaria da Micro e Pequena Empresa (Foto: Facebook/Reprodução)
 PUBLICIDADE:
Na nota divulgada pela secretaria, o ministro Guilherme Afif Domingos diz que a alta inadimplência motivou o envio dos carnês pelos Correios. “O MEI [microempreendedor individual] utilizou o portal para se inscrever, mas não tem o hábito de utilizar a internet também para imprimir os boletos todos os meses, por isso, resolvemos voltar ao velho e bom carnê."

De acordo com o Sebrae, os carnês da cidadania são boletos de pagamentos emitidos pelo governo federal para que o microempreendedor possa pagar contribuições mensais para formalização da atividade dele. O carnê possui 12 boletos, com vencimentos mensais.

O Carnê da Cidadania inclui os valores de todos os tributos para o microempreendedor  formalizado. Para a Previdência Social são recolhidos 5% do salário mínimo (R$ 39,40), mais R$ 1 de ICMS para atividades de indústria, comércio e transportes de cargas interestadual e/ou R$ 5 de ISS em atividades de prestação de serviços e transportes municipais.

0 comentários:

Dí lo que piensas...