domingo, 22 de novembro de 2015

06 PONTOS QUE AINDA NÃO TRAZEM MUITAS DÚVIDAS AO MEI

Formalização do negócio, pagamento de tributos e benefícios aos quais têm direito estão entre as dúvidas dos MEI's

Para se regularizar, o MEI deve fazer o cadastro gratuito no Portal do Empreendedor e pagar os impostos em dia
EBC
Para se regularizar, o MEI deve fazer o cadastro gratuito no Portal do Empreendedor e pagar os impostos em dia
A figura do Microempreendedor Individual (MEI) foi criada oficialmente pelo governo federal em 2009 com o objetivo de tirar da informalidade empresários com negócios pequenos. A formalização dá direitos e benefícios, mas também exige alguns deveres do empreendedor. Dados do Sebrae revelam que só no Brasil são mais de 5 milhões de pessoas que se enquadram como MEI.
Consultor do Sebrae-SP, Filipe Rubim diz que muitas pessoas querem empreender, mas têm dúvidas sobre como começar e como gerir o novo negócio. Ele conta quais são os principais tópicos que geram confusão para os MEI’s. Confira abaixo:
1 - Formalização como Microempreendedor Individual
Os requisitos para ser um MEI é uma das maiores dúvidas. Filipe conta que “é preciso ter faturamento anual de até R$ 60 mil, não ter sócio e se encaixar em uma das 500 atividades específicas”. Além disso, o cadastro é gratuito e deve ser feito pelo Portal do Empreendedor.
2 - Benefícios e previdência
O MEI que paga as taxas corretamente e em dia tem direito aos benefícios de auxílios doença e reclusão, aposentadoria, salário maternidade e pensão. O único benefício que não possui é o auxilio-acidente. O consultor lembra que é preciso contribuir por pelo menos 12 meses seguidos para poder exigir algum dos direitos mencionados.
3 - Finanças
Muitos microempreendedores querem montar seus negócios, mas não têm noções de finanças, conta Filipe. Segundo ele, é preciso ter um planejamento de gastos e custos e saber fazer um controle de caixa para não ter prejuízo. "Muitos procuram o Sebrae com dúvidas simples de como controlar o que entra e o que sai de dinheiro", conta
LEIA MATÉRIA NA ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

0 comentários:

Dí lo que piensas...