REPERCUTE MEI - TUDO SOBRE AS TENDÊNCIAS E GRANDES MUDANÇAS QUE ESSE PROGRAMA PROPORCIONA A ECONOMIA NACIONAL E EXTERNA


Microempreendedor Individual é tema de debate na Espanha

Presidente do Sebrae participa de encontro preparatório da Cúpula Ibero-americana
Alessandra Pires
Brasília - A figura jurídica do Microempreendedor Individual (MEI) foi um dos principais assuntos abordados pelo presidente do Sebrae, Luiz Barretto, durante o Encontro de Pequenas Empresas Ibero-americanas e do Norte da África, que ocorreu nessa semana em Madri, na Espanha.
Barretto explicou aos participantes da reunião como a segmentação do atendimento de empreendimentos de pequeno porte, com canais e conteúdos próprios, é a chave para a promoção da melhoria da gestão, acesso a inovação e aumento da competitividade. Ele relatou a experiência brasileira e o papel do Sebrae na formalização e assistência técnica ao MEI.
"Articular esses empreendimentos – microempreendedor individual, micro e pequenas empresas -, cada um com suas características e possibilidades, com as oportunidades que se apresentam no mercado interno e externo, trabalhando simultaneamente com a dinâmica de inclusão produtiva e competitividade, são objetivos complementares e que geram sinergias com efeitos micro e macroeconômicos", afirmou o presidente do Sebrae.
Luiz Barretto foi convidado pelo secretário-geral Ibero-americano, Enrique Iglesias, para ser o primeiro palestrante do encontro que reuniu representantes de 20 países e de diversas entidades ligadas às micro e pequenas empresas. Com a grave crise na Europa, uma atenção maior tem sido dada aos países que estão crescendo e o trabalho do Sebrae com as pequenas empresas e de formalização tem sido considerado bem-sucedido.
O Encontro de Pequena Empresas Ibero-americanas e do Norte da África é uma das reuniões preparatórias para a 22ª Cúpula Ibero-americana de chefes de Estado e Governo que acontece nos próximos dias 16 e 17 de novembro em Cádiz, na Espanha. A Cúpula é uma reunião anual dos chefes de estados dos países ibero-americanos e do norte da África. Criada em 1991, a reunião tem como objetivo promover a cooperação e o desenvolvimento dos países que fazem parte dessa organização.
_________________________________________________________________________________

rtesã capixaba expõe trabalho na Europa

Peças de microempreendedora individual já foram expostas na França e serão apresentadas na Alemanha

Da Agência Sebrae de Notícias
Sebrae
artesanato capixaba está sendo bem representado internacionalmente. Apoiada pelo Sebrae no Espírito Santo, por meio do programa de Artesanato, a Microempreendedora Individual (MEI) Valdete Reis está tendo a oportunidade de expor suas peças em Paris, na França, e em Frankfurt, na Alemanha. Os objetos confeccionados com fibra de bananeira e palha de café, como jarros, mandalas e outros artigos decorativos, foram apresentadas na feira Maison & Objet, em Paris, no mês de janeiro. A partir desta sexta-feira (15), as peças capixabas também serão expostas na feira Ambiente 2013, em Frankfurt.

Segundo Valdete Reis, ver seus produtos valorizados por outros países é muito satisfatório e soma credibilidade a seu trabalho. “Já estive em Moçambique, na África, em uma missão comercial do Sebrae no Espírito Santo, onde pude constatar o reconhecimento de peças de outras nacionalidades”, afirma.

Ao longo de 12 anos, a artesã passou por diversas capacitações do Sebrae voltadas para a gestão, formação de preços, marketing, atendimento, inovação e design. Segundo a gestora do programa de Artesanato da instituição no estado, Izolina Passos, a instituição contribui para a divulgação do artesanato capixaba. “Proporcionamos aos artesãos o acesso ao mercado, por meio de participação em feiras e eventos e com a divulgação dos produtos em folders e catálogos”, explica.

Para seguir os passos de sucesso da microempreendedora Valdete Reis, a gestora do Sebrae dá as dica: “O artesão, assim como outros profissionais, precisa estar sempre atualizado. E preciso buscar capacitações, fazer seu planejamento, visitar eventos do setor, pesquisar tendências e inovar sempre”, indica.


0 comentários:

Dí lo que piensas...